9.2.07

No meu bunker quarto-e-sala

(Crônica lida no Talk Radio de 09/02)

No refúgio do meu bunker quarto-e-sala, vivo de cerveja e pão-de-queijo por trás de uma muralha de livros, cds e dvds. Serena aparência de proteção.

Mas eis que a realidade, traiçoeira, se esgueira por baixo da porta da frente na forma de um jornal. Tablóide ainda por cima.

Cuidado com a China. No Iraque a vida é uma estatística. A puta da vez. Hugo Chávez, o exterminador do futuro. A Palestina só se fode. Steve Jobs a favor da pirataria. Astronauta passional ataca. Miss fudida em Londres. A vingança Talibã. O Irã ninguém segura. Aquecimento global here and now. A tesoura da governadoura.

A realidade é cheia de meandros e está logo ali do outro lado da porta. Pronta pra me pegar.

Tenho que pegar ela primeiro, eu penso.

Eu penso com erro de gramática, mas penso que preciso fazer o movimento antes que a realidade caia sobre a minha cabeça como uma bigorna. Porque ela está logo ali, do outro lado da porta. Pronta pra me pegar.

Isso me lembra uma vez que eu conversava com essa menina. Estudante de ciências sociais, bem ajeitadinha. Ela argumentava que o movimento tinha que ser feito de forma coletiva, organizada. “Transformar a realidade através da ação política”, ela dizia, peremptória. Como bom individualista, retruquei que acreditava “na transformação das relações interpessoais”. Devo também ter citado ética, poética, amor e embriaguez. Mas ela não caiu no papo. Me tachou de pós-moderno e eu saquei que não ia rolar.

Não comi e ainda ficou atrás da orelha aquilo que os outros chamariam de pulga.

Como se faz o movimento pra evitar a queda da bigorna? A política é uma esfinge? Chutar o balde é preciso, viver não é preciso? Sobrou pra eu aqui salvar essa porra da humanidade? Quanto tempo dá pra viver num bunker quarto-e-sala a cerveja e pão-de-queijo?

Existem mais perguntas do que respostas, o que é uma merda.

Marcadores:

1 Comments:

Blogger Morgana said...

adorei lio, já não me sinto tão sozinha... beijos, saudades...gugui

3:57 PM  

Postar um comentário

<< Home